O que há por aqui?

Histórias e Poemas para quem cansou de ler coisas normais, abordando assuntos nada usuais e também alguns comuns ocasionais. Amor, tristeza, amizade, sofrimento, histórias de ninar e suspense!

sexta-feira, 9 de outubro de 2009

Loucura Contida

Uma árvore distorcida e torta
Com o cão está dançando a valsa
Uma nuvem negra de emoções mortas

Num corredor sombrio e deserto
Vultos correndo ao meu redor
Voltam lembranças do sem afeto
A porta trancada é o sofrimento maior

Caindo no abismo sombrio das ilusões
Mãos passam mas não me seguram
Feridas na mente não se curam

Vestido negro e olhos vermelhos
A dama do amor e da morte
Loucura contida, desespero sem sorte.

Avner Raniery B. Pereira - Avner Astaroth