O que há por aqui?

Histórias e Poemas para quem cansou de ler coisas normais, abordando assuntos nada usuais e também alguns comuns ocasionais. Amor, tristeza, amizade, sofrimento, histórias de ninar e suspense!

sexta-feira, 12 de junho de 2009

Gula




Abandonado à própria sorte, à própria vontade.
Comer é tudo que resta, até que seja tarde
Tudo quanto aguentar, diria até suportar
Pois nunca é o suficiente, se come para se confortar
Caso seja porque tem fome, deve comer para saciar
Não podem julgá-lo pois não sabem o tamanho de sua fome
Então coma até que considere que seja o momento de parar
Eles não podem compreendê-lo meu caro, então ignore-os
Coma, coma tudo que puder. Você pode sim
E se disserem que não, fuja
Pois tenho um banquete para você, pode comer o quanto o convier
E lembre-se de uma coisa, sempre:Ninguém pode dizer o quanto você pode comer
Cabe apenas a você decidir.