O que há por aqui?

Histórias e Poemas para quem cansou de ler coisas normais, abordando assuntos nada usuais e também alguns comuns ocasionais. Amor, tristeza, amizade, sofrimento, histórias de ninar e suspense!

sexta-feira, 1 de maio de 2009

Luxúria


Sentir por cada pedaço do corpo algo eletrizante que deixa marcas na consciência. Ninguém está livre dessa sensação momentânea de poder absoluto e ao mesmo tempo de perda total do controle sobre nosso corpo. Chamam-nos de pecadores e nos direcionam ao inferno por vivermos uma liberdade que eles também almejam.

A liberdade que tanto nos torna subversivos, em relação à sociedade, quanto pecadores, perante a Igreja, também nos torna as pessoas que somos verdadeiramente. É essa liberdade que nos conforta quando vemos que aquilo diante de nós não é nada além de um abismo. Ela é uma forma de nos distrair dos problemas que infectam nossas vidas diariamente para afastar da nossa cabeça a idéia absurda de acabar com elas.

Enfim, tentar privar-nos dessa liberdade é como pedir que nós desistamos das nossas vidas e que muitos cometam suicídio. Se Deus só salva aquele que desiste da luxúria em seu nome, então a Igreja que me perdoe, mas não é para esse deus que eu vou prestar adoração.


Polla dura no cree en dios”(Mago de Oz - Finisterra)

quinta-feira, 30 de abril de 2009

Prólogo

Dicen, que de todos los animales de la creación, el hombre es el único que bebe sin tener sed, come sin tener hambre y habla sin tener nada que decir. Por eso es mejor forjar el alma que amueblarla. Es el fin del Camino, es Finisterra